quinta-feira, 25 de março de 2021

Ofício protocolado pede revisão do atendimento diário nas escolas

O SindprofNH protocolou ofício em solicita a revisão do atendimento diário nas escolas da Rede Municipal. Apresentamos os dados levantados de casos e mortes pelo Covid-19 e os números assustam muito. Somente nos três primeiros meses do ano, os casos registrados aumentaram de 12.133 no último boletim de dezembro para 19.114 em 24 de março (data do último Boletim Coronavírus publicado pela Prefeitura Municipal enquanto o ofício estava em redação). Um aumento de 57,5%. Os óbitos tiveram um crescimento mais agudo. De 299 óbitos registrados no último boletim do ano passado, disparou para 555 no dia 24 de março. A ampliação dos óbitos foi de 85,6%. Números assustadores, que demonstram os impactos que tiveram as novas variantes do vírus e afrouxamento das medidas de distanciamento social na piora do cenário da pandemia no município de Novo Hamburgo. 

Desta forma, solicitamos:

- A revisão da determinação do atendimento diário nas escolas, reduzindo os dias e limitando os plantões semanais ao mínimo necessário, e a redução dos recursos humanos na mesma proporção;

- Testagem em massa e periódica dos(as) trabalhadores(as) que estão sendo deslocados para o trabalho presencial;

- Imediata divulgação da previsão e do calendário para a vacinação dos(as) trabalhadores(as) da educação.

Leia o ofício abaixo: 










quarta-feira, 24 de março de 2021

Convocação para Assembleia Geral

 Na próxima terça-feira, dia 30 de março de 2021, realizaremos uma Assembleia Geral (pelo Zoom), às 18h, com a seguinte pauta: 



- Deliberação da pauta de reivindicações 2021;

- Escolha de representante para Comissão da Câmara de Vereadores sobre o Ipasem.


Sobre o primeiro ponto, faz-se necessário elaborarmos nossa pauta para o ano de 2021, frente aos desafios impostos: pandemia, ataques aos direitos dos trabalhadores, congelamentos da carreira e salarial, etc. Há um parecer do TCE-RS que autoriza os governo (o que inclui os municipais) a concederem a reposição inflacionária anual. Como estamos sem reajuste desde o ano passado, são índices que teremos que pressionar para conseguir. Além do mais, nossa pauta sempre versou sobre condições de trabalho e, com as mudanças impostas pela pandemia, com a falta de acesso tecnológico e com as ameaças de volta das aulas presenciais, teremos que adaptar nossas reivindicações a esta realidade. 

Já o segundo ponto, é a escolha de representação na Comissão Especial de Enfrentamento à Crise do Ipasem e dos Impactos da Reforma Previdenciária,  na Câmara de Vereadores. Esta Comissão tem como integrantes Enio Brizola (PT) na presidência, Felipe Kuhn Braun (PP) na relatoria, Gustavo Finck (PP) como secretário e Cristiano Coller (PTB). A Comissão ainda contará com a participação de representantes dos servidores, do Executivo e do Instituto para ampliar o debate sobre a saúde financeira do órgão e buscar soluções para reduzir o deficit previdenciário.


Inscreva-se abaixo. Até às 16h do dia 30 de março enviaremos o link para ingresso na sala virtual (Zoom):

https://forms.gle/Wj2Gp8kB1weEA9uh9